Comunicação | Notícia
SELECT * FROM `n_noticias` WHERE `num`='692'
NOTÍCIAS - Câmara de Vereadores de Caçapava do Sul - atualizado em 27/06/2014 09:28
Falta de funcionários em EMEI preocupa Comissão de Educação da Câmara
Tamanho da Fonte: a-  A+

Após receber uma reclamação de pais de alunos da Escola Municipal de Educação Infantil Dionéia Soares, que por falta de funcionários, as crianças do maternal teriam sido dispensadas na tarde da quarta-feira (25). Com isso, os vereadores Luis Fernando Torres (Boca-PT) e Marquinho Vivian (PMDB) que fazem parte da Comissão de Educação, Saúde e Meio Ambiente da Câmara, juntamente com o presidente do Legislativo, vereador Peter Linhares (Solidariedade), fizeram uma visita à EMEI na manhã desta quinta-feira (26), onde conversaram com a Diretora Andreia Brito Rodrigues e com a Coordenado Pedagógica Mara Rejane Santos.

A Diretora Andreia explicou que do mês passado até hoje, três estagiárias que ajudavam no cuidado das crianças se desligaram do quadro. E ontem a terceira delas avisou que não iria mais trabalhar, com isso, segundo Andreia, ficou difícil atender todas as crianças com um número reduzido de funcionárias. “Emergencialmente ontem, pedimos para as mães não trouxessem os pequenos do maternal, para que desse tempo de solicitarmos outras estagiárias para a SMEC para repor o quadro. As três estagiárias estavam com o contrato em vigência, só que por decisão delas, resolveram não vir mais trabalhar”, afirmou a diretora.  Levaram o caso a Secretária Maureli Lopes que já providenciou outras estagiárias para trabalharem na escola, para auxiliar a atender as quase 90 crianças que frequentam a EMEI.

“Viemos conversar com a Diretora da EMEI para verificar se a denúncia que foi feita à Comissão de Educação estava correta. Nosso trabalho é este, fiscalizar se os setores públicos do nosso município estão funcionando em condições, para a população tenha o melhor atendimento possível”, disse Marquinho Vivian.

Já o professor e vereador Boca Torres, falou que ficou preocupado com a informação que os pais levaram até a Câmara e por isso foram o mais rápido possível averiguar qual era a real situação do caso. “O compromisso da Comissão de Educação da Câmara é acompanhar estes casos e buscar uma resolução o mais breve possível, sempre que houver algo que não esteja de acordo com o que a população merece, iremos a busca de informações. Segundo a Diretora, este caso foi resolvido com urgência, e uma nova estagiária deve auxiliar no cuidado das crianças do maternal”. Finalizou Boca Torres.

Para o presidente da Câmara Peter Linhares, é importante ouvir sempre as duas partes envolvidas. “Com esta visita pudemos constatar que o problema foi pontual e já estava sendo resolvido a contento, para que as crianças não ficassem sem ir a escola, e que suas mães não fossem prejudicadas, perdendo o dia de trabalho”, concluiu Peter.

 

No final da visita os vereadores verificaram que existe um problema com o esgoto da escola, nos fundos do prédio, e irão entrar com um requerimento para o Executivo solicitando a solução deste problema que poder colocar a saúde dos alunos e professores em risco.



Galeria de fotos