Comunicação | Notícia
SELECT * FROM `n_noticias` WHERE `num`='2151'
NOTÍCIAS - Câmara de Vereadores de Caçapava do Sul - atualizado em 28/01/2019 11:35
Vereadores acompanham manifestação dos moradores do Rincão de Lourdes
Tamanho da Fonte: a-  A+

Uma das estradas do Rincão de Lourdes, interior de Caçapava do Sul, foi bloqueada por moradores às 8 horas desta segunda-feira, dia 28. O bloqueio faz parte de um protesto devido às péssimas condições das estradas na localidade. 

Por volta das 9h30min, uma viatura da Brigada Militar chegou ao local do protesto. Os policiais seguem acompanhando a manifestação.

Conforme um morador, cerca de 50 pessoas estavam presentes por volta das 9h30min. O grupo é formado, em sua maioria, por agricultores da região, que tem como característica a produção de soja, milho e feijão. Também existem fruticultores que vendem seus produtos na Feira em frente à Igreja Matriz, sempre nas manhãs de sextas-feiras. 

O maior desafio que os produtores encontram é o transporte de toda a produção por conta das condições ruins das estradas. Conforme um morador, “carro baixo não passa no Rincão de Lourdes e todos esperam que o poder público tome providências para ajudar a comunidade”.

Outro morador contou que havia um acordo com a Prefeitura em arrumar as estradas do Rincão de Lourdes na semana passada, mas como o acordo não foi cumprido, os moradores decidiram fazer o manifesto.

O Secretário de Obras Paulo Henriques esteve no local e conversou com os moradores, onde se comprometeu que ainda nesta segunda-feira o serviço iria iniciar. Com isso, após o comprometimento do Secetário os moradores encerraram o protesto e desbloquearam a estrada. "Estamos esperando o serviço de qualidade na região há dois anos, portanto, não foi pelas chuvas de janeiro que a estrada ficou ruim, ela está sem conserto a muito tempo, esperamos que após o protesto seja feito alguma coisa", disse um dos moradores ao Secretário.

Os vereadores Ricardo Rosso, Silvio Tondo e Mariano Teixeira estiveram no local para acompanhar a manifestação e intermediaram junto a Secretaria de Obras uma solução para o caso.

De acordo com a Prefeitura, a Secretaria de Obras já está no Local conversando com os moradores. Informou que está trabalhando no planejamento de recuperação destas estradas, que está sendo feito junto da Defesa Civil, Emater, Cotrisul e Planejamento e Meio Ambiente. 

O trabalho vai de acordo com a prioridade, apresentada nestes relatórios (como trânsito de moradores, transporte escolar e escoamento de safra), haja vista que, segundo os relatórios, são mais de 3 mil km em todo o município, além de problemas de bairros e vilas.

A Prefeitura estuda ainda, através da homologação do Estado do Decreto de Situação de Emergência, a contratação de horas máquina para auxiliar no conserto. Na última sexta, conforme noticiado pela imprensa Municipal, o prefeito esteve em Porto Alegre em reuniões com a Defesa Civil do Estado e Exército, que manifestou ajuda, exigindo tais relatórios que já foram encaminhados na sexta mesmo.

Outra informação do Executivo é de que desde quando Decretou Situação de Emergência, no dia 09 de janeiro, devido a quantidade de chuva que atingiu o município, tem, buscado a homologação do Decreto junto ao Governo do Estado (que deve ocorrer está semana) e tem buscado auxílio às famílias atingidas (sejam as mais de 30 que estão em situação de emergência e perderam seus bens com os alagues de suas residências), seja na busca de recurso financeiro e de maquinário para a recuperação das estradas e ruas do interior, bairros e vilas.

Fonte: Farrapo e Imprensa Prefeitura