Comunicação | Notícia
SELECT * FROM `n_noticias` WHERE `num`='1280'
NOTÍCIAS - Câmara de Vereadores de Caçapava do Sul - atualizado em 24/01/2017 09:40
Recadastramento biométrico dos eleitores de Caçapava do Sul começa em março
Tamanho da Fonte: a-  A+

egundo informação divulgada pela site da Rádio Gaúcha, o recadastramento biométrico deve ter sequência em nove municípios da Região Central ao longo deste ano, entre eles, Caçapava do Sul São Sepé – em que os eleitores terão de coletar os dados biométricos.

Na prática, o recadastramento biométrico é a coleta das digitais dos dedos da mão, uma foto feita na hora e, por fim, a assinatura digital.

Para fazer a revisão, os eleitores terão de ir aos cartórios de suas cidades levando um documento de identidade e comprovante de residência originais (não precisa ser no nome do eleitor).

Idosos com 70 anos ou mais, por não terem o voto obrigatório, não são obrigados a ir. Mas se não se recadastrarem, não poderão mais votar. Até podem, no futuro, voltar a fazer o título, se decidirem votar novamente.

Caçapava do Sul
– De 6 de março de 2017 a 14 de março de 2018
– Eleitores: 26.977 (2.164 com biometria)

São Sepé
– De 6 de março de 2017 a 13 de setembro de 2017
– Eleitores: 19.683 (9.313 com biometria)

O Chefe do Cartório Eleitoral de Caçapava do Sul, Fábio Macedo, esteve na Câmara de Vereadores de Caçapava do Sul no dia 16, para uma reunião com o Presidente da Casa, Ricardo Rosso, junto com os demais vereadores para divulgar em primeira mão o início do recadastramento biométrico dos eleitores.

Segundo Fábio Macedo, a Justiça Eleitoral começou este processo com os municípios menores, onde na região Santana da Boa Vista e Lavras do Sul já realizaram o seu recadastramento biométrico. Com isso, em 2017 chegou a vez de Caçapava do Sul, que possui 26.964 eleitores.

O Recadastramento inicia em Caçapava na segunda semana de março e vai até março de 2018, com uma média de 80 atendimentos por dia. De acordo com Macedo, a média de atendimento individual por eleitoral é de 15 min, onde em Caçapava terá quatro servidores fazendo este trabalho, sete horas por dia.

As pessoas que não fizerem o seu recadastramento neste período terão muitos problemas, além de não poder votar, terá o seu CPF bloqueado, por não estar em dia com a Justiça Eleitoral. O novo prazo para regularização será apenas após as eleições de 2018.

Macedo informou também que as pessoas podem agendar o seu atendimento através da internet, sem precisar entrar em fila, o sistema de agendamento só será aberto em março.

A principal preocupação do Cartório e que as pessoas deixem tudo para a última hora, como ocorreu com Santana da Boa Vista e Lavras do Sul, onde as filas eram extensas nos últimos dias de recadastramento.

O eleitor precisa levar um documento com foto e um comprovante de residência, para comprovar que é morador de Caçapava do Sul.